Vitiligo in Brazil

MIGA Blog- Maica with leaf

A couple of weeks back, I had the privilege to interview Maika Celi the founder of the popular Brazilian vitiligo support group, Meu Lugar Ao Sol. This interview was translated from Portuguese, you can find the original version below.

Describe what Meu Lugar Ao Sol is.

Meu Lugar ao Sol, or My place in the sun, is a Facebook group where we discuss all topics like doubts, fears and insecurities related to Vitiligo. Our followers share experiences that then help others. We work on three pillars: acceptance, self-love and giving yourself permission to be loved.

Why did you start Meu Lugar Ao Sol?

One time a group of people contacted me and told me some horrible things about my skin condition, in one instance a person said that if they had vitiligo they would kill themselves. I got very upset and decided to change my attitude towards vitiligo and position myself in a more powerful way. I thought about all the people that may have felt this way before and felt a lot of empathy towards them. Hence, I decided to start this group to reach out to all of those who have vitiligo and together encourage and combat all kinds of prejudice that still exists in this standardized world!

What’s your definition of beauty?

My definition of beauty is to be authentic! Each person has its own type of look and each one should love the way God has made him or her. You need to own your identity!

What is the beauty standard in Brazil?

Unfortunately, we still live in a country that values homogeneity, everyone looking the same. In order to be considered beautiful you have to be fit, tall, have straight hair and no spots in your skin, among other things. If you are considered beautiful then you are easily accepted but inclusion of other types of beauties is still a taboo. We need to continue working on making the definition of beauty more inclusive, every day!

Why is self-love important?

Self-love makes us see our true worth. We perceive our qualities more easily when we love ourselves and that makes us strong in front of others and society. When we have self-love, people begin to see us in a positive way. We allow ourselves to be loved regardless of any circumstance and become a reference for others to do the same.

What is the strangest question you have been asked about your vitiligo?Once, I was asked if vitiligo is contagious. I said no.

What is the best way someone can react towards your vitiligo?

I believe that having a conversation is the best reaction. Before I would get sad when someone would ask me about my skin condition but now, I no longer care. I prefer when people come up to me and ask me about my condition. It is worst when people just stare and judge, or people that have close-minds and assume vitiligo is contagious.

Photos by: @_carina.caetano

Algumas semanas atrás, tive o privilégio de entrevistar Maika Celi, fundadora do popular grupo brasileiro de apoio ao vitiligo, Meu Lugar Ao Sol. Leia abaixo. 

Descreva o que é Meu Lugar Ao Sol.

Vitiligo – Meu Lugar ao Sol é uma FanPage onde tratamos todos os assuntos a respeito do vitiligo. Todas as dúvidas, medos, inseguranças. Os seguidores compartilham experiências onde um ajuda o outro. Trabalhamos 3 pilares: aceitação, amor próprio, permitir ser amado

Por que você começou Meu Lugar Ao Sol?

Por motivos pessoais, algumas pessoas usaram o vitiligo para tentarem me atingir, postando coisas para tentar denegrir a minha imagem como: "se esta pessoa tivesse vitiligo, ela se mataria". Eu fiquei muito transtornada com a situação e decidi mudar a minha postura perante este fato e me posicionar de uma maneira mais poderosa! Senti muita empatia por todas as pessoas que poderiam ter sofrido o mesmo que eu. Decidi iniciar a FanPage Vitiligo – Meu Lugar ao Sol para alcançar todos os portadores de vitiligo para juntos nos encorajarmos e combater todo tipo de preconceito que ainda existe neste mundo padronizado!Passei a amar cada uma das minhas manchas e hoje, eu costumo dizer que o vitiligo é meu estilo de vida! Eu quero que as pessoas podem ver o vitiligo como um estilo de vida, quero mostrar a eles que podemos ser felizes com isso.

Qual a sua definição de beleza?

Meu padrão de beleza é ser autêntico! Cada um tem o seu estereótipo e cada um tem que se amar do jeitinho que Deus lhe fez! É assumir a sua própria identidade! Todas as pessoas autênticas se tornam únicas.

O que você acha que é a definição de beleza do Brasil?

Infelizmente, ainda vivemos em um pais que valoriza a padronização. Tem que ser fitness, alta, cabelos lisos, sem manchas na pele, entre outros atributos. Com belezas fáceis de se aceitar. A inclusão ainda é um tabu que precisa ser trabalhado, sempre!

Por que o amor próprio é importante?

O amor-próprio nos faz enxergar o nosso verdadeiro valor. Percebemos nossas qualidades com mais facilidade. E isso nos faz fortes, diante das pessoas, diante da sociedade! Quando sentimos o amor-próprio, as pessoas começam a nos enxergar de uma maneira positiva, passamos a ser uma referência e permitimos ser amados independente de qualquer circunstância.

Qual é a pergunta mais estranha que alguém lhe perguntou sobre o vitiligo?

Me perguntaram se vitiligo é transmissível. Eu disse que não.

Qual é a melhor maneira de alguém reagir ao seu vitiligo?

Acredito que a conversa é a melhor solução. Antes eu ficava triste quando alguém me perguntava sobre o vitiligo. Hoje, é não ligo mais. Eu prefiro que as pessoas venham me perguntar a respeito do vitiligo. Porque é muito ruim os olhares de julgamento ou aquelas pessoas que saem de perto achando que vitiligo é transmissível.

Credito das fotos: @_carina.caetano

1 comment

  • tenho vitiligo e achei o trabalho de vocês maravilhoso!❤️

    Amanda Moreira

Leave a comment